08/10/2008

Make off da Magia




Ontem pela manhã, colocamos o livro corrigido no Sedex. Parece até que escrevemos um segundo livro, aliás, parece que foi o vigésimo!!!!! A cada correção, tínhamos a sensação de que poderíamos contar as coisas de uma outra forma, e começávamos a mudar...a mudar... Até que o tempo falou mais alto e nos demos conta de que tínhamos que terminar essa inglória tarefa: corrigir o que nós mesmas escrevemos!
Nesse momento nos deparamos com todos os sentimentos que afloraram em diversas fases no desenrolar da trama - a chatice inicial da protagonista nos deu vontade de matá-la no terceiro capítulo: ao invés de se parecer uma nativa guerreira da Amazônia, assemelhava-se mais a uma Barbie na Inglaterra do século XVII. Nooooooossssssa! O que fazer?
Ei, peraí! Nesse exato instante acabamos de perceber qual foi o nosso maior desafio: a reconstrução da personalidade da protagonista. Só depois de muito discutir, analisar e escrever, conseguimos o que queríamos: uma mulher apaixonada, impedida de viver esse amor para seguir costumes pré-estabelecidos que norteavam sua vida.
O segundo grande entrave foi o vilão: ele não queria ser do Mal. Por mais que tentássemos, ele sempre era o poderoso da cena. Bonito, forte, selvagem, e extremamente s e n s u a l! hahahahaahahahahah Imaginem: como conseguir fazer uma pessoa com estas qualidades não ser o herói? Paramos e falamos abertamente com ele: -Chega! Não saia mais da página, fique no seu papel. E aceite seu destino!!!
E o que vocês achariam se lhes contássemos que o Matias de Albuquerque, sim, aquele mesmo, o governador-geral da capitania de Pernambuco, era um grande amigo do nosso capitão? Ah, isso podia ter acontecido, sim, mas e o dilema? Coloca o nome dele? Só citamos a situação? Ao lerem, vocês entenderão o que dissemos.
Foram tantas indagações, que poderíamos ficar o dia inteiro escrevendo! Na verdade, o único personagem que não nos deu trabalho (e foram mais de 25!) foi o capitão espanhol. Ele nasceu e cresceu pronto para o que quer que escrevêssemos. Que satisfação vê-lo nadar nu na cachoeira de Anavilhanas!!!!! Uma visão que vocês também terão ao ler as páginas do nosso livro.
Até a próxima!

Cristina e Márcia

4 comentários:

andrea disse...

Adorei o blog! Tá mesmo lindo! As figuras são muito bonitas!!
Sucesso com o livro!!
bjão!

andrea disse...

Adorei o blog! Tá mesmo lindo! As figuras são muito bonitas!! Sucesso com o livro!!
Bjão!

Andréia disse...

Nossa! Quantos dilemas e entraves! hehehehe
Estou cada vez mais ansiosa pra esse livro sair do forno!

mariane disse...

Escrever é uma arte,e como tal deve ser cuidada com uma dedicação ímpar.O caminho é esse mesmo,não olhem para trás.Bjão!

Tentamos sempre colocar os devidos créditos para as imagens. Caso alguma esteja protegida pela lei de direitos autorais, entre em contato conosco que retiraremos em seguida.

"Vivo nas estrelas porque é lá que brilha minha alma." (Manoel Bandeira).

"Sinto-me nascido a cada momento para a eterna novidade que é o mundo...." Fernando Pessoa

"A Alma não tem segredo que o comportamento não revele!" 
Lao-Tsé