07/01/2009

Ainda Bem - Vanessa da Mata/Liminha



Ainda bem,
Que você vive comigo
Porque senão,
Como seria esta vida:
Sei lá.

Nos dias frios,
Em que nós estamos juntos
Nos abraçamos,
Sobre o nosso conforto
De amar.

Se há dores, tudo fica mais fácil,
Seu rosto silencia e faz parar.
As flores que me manda são fato,
Do nosso cuidado e entrega.
Meus beijos sem os seus não daria
Os dias chegariam sem paixão.
Meu corpo sem o seu, uma parte
Seria um acaso e não sorte.

Neste mundo de tantos sonhos,
Entre tantos outros,
Que sorte a nossa, hein?
Entre tantas paixões,
Esse encontro nós dois,
Esse amor.

Entre tantos outros.
Entre tantos anos,
Que sorte a nossa, hein?
Entre tantas paixões,
Esse encontro, nós dois,
Esse amor.

Entre tantas paixões,
Esse encontro, nós dois,
Esse amor.

7 comentários:

Índia disse...

A musica eh linda, gosto da Vanessa da Matta.

Beijao, meninas.

Neiva disse...

Meninas,

Adoro Vanessa também.

Como é esta publicação que fizeram do livro de vocês? Eles distribuem ou vocês é que o fazem?

Beijos

Marcia disse...

Oi Neiva
O livro pode ser comprado através do site ou com a gt, pq compramos um lote tb. No site da Editora Baraúna tem três capítulos abertos. Se vc puder dá uma lida, depois me diz o que achou. Eu estou com vontade de postar esse início do livro no blog. Vou falar com a Teresa Cristina, pra ver o q ela acha.
Obrigada pelo interesse...
Beijinos, Márcia

Rocha, André disse...

Bastante bem escrito, reflecte um sentimento profundo do sujeito poético. Parabéns.

Cristina e Márcia disse...

Ok, Neiva! Dei uma sumidinha mas estou passando no seu blog pra me atualizar com suas postagens!!! Beijos, Márcia

Cristina e Márcia disse...

Oi André, tudo bom?
Não sei se vc já ouviu essa música, mas vale a pena...
Vou procurar e te mando, ok?
Márcia

Cristina e Márcia disse...

André, vc leu os capítulos no site da Editora?

Tentamos sempre colocar os devidos créditos para as imagens. Caso alguma esteja protegida pela lei de direitos autorais, entre em contato conosco que retiraremos em seguida.

"Vivo nas estrelas porque é lá que brilha minha alma." (Manoel Bandeira).

"Sinto-me nascido a cada momento para a eterna novidade que é o mundo...." Fernando Pessoa

"A Alma não tem segredo que o comportamento não revele!" 
Lao-Tsé